10 curiosidades sobre o presidente Getúlio Vargas

Getúlio Vargas com certeza é o mais importante político brasileiro do século XX. Vargas sempre será uma figura dividida entre aqueles que o amam e aqueles que o odeiam, mas ninguém ousa negar a gigantesca presença desse gaúcho baixinho na história do Brasil.

Centenas de historiadores já se debruçaram sobre o imenso desafio de escrutinar a vida, a obra e o legado de Getúlio Vargas. Considere estas 10 curiosidades como um aperitivo, caso você queira  se aprofundar na história desse grande brasileiro.


1 - Getúlio Vargas nasceu bem perto da Argentina e descendia de açorianos

Getúlio Dornelles Vargas nasceu em 19 de abril de 1882, na cidade fronteiriça de São Borja, no Rio Grande do Sul. Ele foi o terceiro dos cinco filhos de Manuel do Nascimento Vargas e Cândida Francisca Dornelles Vargas.

Como boa parte das famílias portuguesas que colonizaram o Rio Grande do Sul, a família Vargas é de origem açoriana. São Borja também é a cidade natal de outro presidente: João Goulart.

2 - Getúlio Vargas alterou os seus documentos na juventude

Aos 15 anos, Vargas foi estudar em Ouro Preto (MG), junto com dois irmãos. Mas eles tiveram que fugir da cidade, em 1897, quando o mais velho dos três, Viriato, assassinou um jovem estudante após uma briga de rua.

Na juventude, Vargas alterou alguns documentos, para fazer constar o ano de nascimento como 1883. Este fato somente foi descoberto nas comemorações do centenário de seu nascimento, quando, verificando-se os livros de registros de batismos da Paróquia de São Francisco de Borja, descobriu-se que Getúlio nascera em 1882.


3 - Getúlio Vargas foi tema de uma famosa marchinha de carnaval

Durante o Estado Novo, Vargas determinou que as repartições públicas tivessem um retrato do Presidente da República na parede. Em 1945, Getúlio Vargas foi deposto e suas fotos foram retiradas. Reeleito em 1950, os retratos voltaram. Isso inspirou uma música de muito sucesso, composta em 1951: "Retrato do velho" de Haroldo Lobo e Marino Pinto, interpretada por Francisco Alves.

curiosidades sobre Getúlio Vargas
Getúlio Vargas era um incorrigível apreciador de charutos, chegando a fumar oito por dia

4 - Getúlio Vargas seguia o ideário político de Júlio de Castilhos

Vargas era simpatizante de uma corrente ideológica chamada castilhismo, criada pelo também gaúcho Júlio de Castilhos. O castilhismo - uma vertente nacional do positivismo - pregava a pureza moral dos líderes políticos, o interesse do indivíduo no bem-estar da coletividade e a criação de um Estado forte. Os castilhistas acreditavam na indústria como trampolim da modernização política do Brasil.


5 - Getúlio Vargas queria modernizar a indústria brasileira

Getúlio Vargas chegou ao poder em 1930, graças a um movimento apoiado pelo Exército Brasileiro, que depôs o presidente Washington Luis. Vargas assumiu a presidência logo após a crise da Grande Depressão americana em 1929, com o objetivo de desenvolver o Brasil e mudar a sua economia de base agrícola para industrial.

Seu sonho era criar as bases para a industrialização brasileira e fornecer todos os recursos necessários, como o aço, para que o país tivesse condições de produzir e exportar produtos manufaturados. Vargas sabia que tinha que expandir as nossas exportações para atingir seus objetivos.

Com este objetivo em vista, o Ministério das Relações Exteriores começou a trabalhar para estabelecer acordos comerciais com outros países, principalmente com a Alemanha, Itália, França e os Estados Unidos da América. O sucesso desses esforços contribuiu para a expansão industrial e a estabilidade financeira do Brasil.

jovem-vargas
Getúlio tinha apenas 1,60 metros e fazia questão de ser fotografado de modo que parecesse mais alto.

6 - Getúlio Vargas anulou a Constituição Brasileira

O presidente Getúlio Vargas simpatizava com os regimes "fortes" em geral, em um governo centralizado que pudesse dirigir o país sem qualquer oposição. Tal simpatia ficou evidente quando ele anulou a Constituição e tornou-se ditador em 1937.


A constituição é como as virgens. Foi feita para ser violada.


7 - Getúlio Vargas flertou com a Alemanha Nazista

A relação entre o Brasil e a Alemanha depois que Adolf Hitler tornou-se chanceler, foi reforçada ano após ano até 1940. A Alemanha tornou-se o segundo parceiro comercial mais importante do Brasil, logo atrás dos Estados Unidos.

O Exército Brasileiro acreditava que seria bem mais fácil negociar café, algodão, ferro e outros produtos nacionais por armamento alemão do que comprar itens similares dos americanos.

O governo de Getúlio entregou a militante política judia Olga Benário ao regime nazista. Foi também responsável pela perseguição de diversos intelectuais, entre eles Monteiro Lobato e Graciliano Ramos.

8 - Getúlio Vargas tentou manter a neutralidade brasileira na Segunda Guerra Mundial

No início da Segunda Guerra Mundial, o Brasil não estava economicamente e militarmente preparado para abandonar a sua neutralidade e se juntar aos Aliados. O Brasil tinha sólidos relacionamentos tanto com a Alemanha como com os Estados Unidos. Portanto, o país estava dividido e ficaria no "fio da navalha" para permanecer neutro, posição que conseguiu manter por quase dois anos após o início da guerra.

O presidente Getúlio Vargas conduziu o que alguns historiadores brasileiros, como Hélio Silva e Márcio Scalércio, chamaram de política do pêndulo. Ele queria que o Brasil lucrasse o máximo possível de ambos os lados do conflito.

vargas_roosevelt
Getúlio Vargas e o presidente americano Franklin Roosevelt

9 - Getúlio Vargas é o fundador das principais empresas estatais do Brasil

Até o início do anos 1950, a produção e a distribuição do petróleo brasileiro eram controladas por companhias americanas, como a Standart Oil e a Texaco. Em reação a isso, Vargas e outros grupos nacionalistas uniram forças com a campanha ‘O Petróleo é nosso’.

Tema permanente no debate político do Brasil atual, as empresas controladas pelo governo, tem suas raízes em Getúlio Vargas. Uma das principais características de seu governo foi a busca pela centralização e fortalecimento do Estado. Assim, a criação de empresas para o monopólio governamental de setores estratégicos da indústria de base era uma das maiores prioridades do seu projeto político.

10 - O presidente Getúlio Vargas foi um mestre da propaganda política

"Pai dos Pobres" e "Mãe dos Ricos": não é à toa que Vargas ficou conhecido assim. Poucos homens públicos no mundo tiveram tal capacidade de barganhar com os diferentes setores da sociedade.

Vargas adotou estratégias que visavam obter o apoio popular, para isso, instituiu o DIP (Departamento de Imprensa e Propaganda), que centralizou toda produção publicitária nacional, controlando (e censurando) tudo o que fosse de interesse do governo.

Além disso, Vargas adotou medidas para o fortalecimento de sua imagem, divulgando os feitos do governo sempre com ênfase no seu nome.

Um ótimo exemplo disso foi a criação da "Hora do Brasil", um programa de rádio diário, de transmissão obrigatória, em que Vargas anunciava diretamente ao povo suas realizações. Nunca antes na história do Brasil um chefe de Estado se fez tão próximo de cada brasileiro.

10 curiosidades sobre o presidente Getúlio Vargas 10 curiosidades sobre o presidente Getúlio Vargas Reviewed by Bento Santiago on junho 26, 2018 Rating: 5
Tecnologia do Blogger.